Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Diz à mãe para migar as sopas ...

Diz à mãe para migar as sopas ...

O dia mais belo: hoje ...

29.03.16 | Paulo Brites

DSC_4619

Nikon D3200, 18-55mm @ 30mm, f/8, 1/200s, ISO 100 

Beja | Alentejo | Portugal

 

O dia mais belo: hoje

A coisa mais fácil: errar
O maior obstáculo: o medo
O maior erro: o abandono
A raiz de todos os males: o egoísmo
A distração mais bela: o trabalho
A pior derrota: o desânimo
Os melhores professores: as crianças
A primeira necessidade: comunicar-se
O que traz felicidade: ser útil aos demais
O pior defeito: o mau humor
A pessoa mais perigosa: a mentirosa
O pior sentimento: o rancor
O presente mais belo: o perdão
o mais imprescindível: o lar
A rota mais rápida: o caminho certo
A sensação mais agradável: a paz interior
A maior proteção efetiva: o sorriso
O maior remédio: o otimismo
A maior satisfação: o dever cumprido
A força mais potente do mundo: a fé
As pessoas mais necessárias: os pais
A mais bela de todas as coisas: O AMOR!!!
(Madre Tereza de Calcutá)

Talvez não saibas ...

25.03.16 | Paulo Brites

DSC_7852

Nikon D3200, 50-200mm @ 50mm, f/6.3, 1/1600s, ISO 400 

Praia Grande de Pêra | Algarve | Portugal

 

Talvez não saibas 

Mas dormes nos meus dedos
De onde fazem ninhos as andorinhas
E crescem frutos ruivos e há segredos
Das mais pequenas coisas que são minhas

 

Talvez tu não conheças mas existe
Um bosque de folhagem permanente
aonde não te encontro e fico triste
Mas só de te buscar fico contente

 

Ao meu amor quem sabe se tu sabes
Sequer, se em ti existe, ou só demora
Ou são como as palavras essas aves
Que cantam o teu nome e a toda a hora

 

Talvez não saibas mas digo que te amo
E construir o mar em nossa casa
Que é por ti que pergunto e por ti chamo
Se a noite estende em mim a sua asa

 

Talvez não compreendas, mas o vento
Anda a espalhar em ti os meus recados
E que há por do sol no pensamento
Quando os dias são azuis e perfumados

Katia Guerreiro - Talvez não saiba

O mais importante nisso tudo é sentir-te a toda hora e em todos os lugares ...

25.03.16 | Paulo Brites

DSC_4655

Nikon D3200, 18-55mm @ 18mm, f/10, 1/250s, ISO 100 

Portel | Alentejo | Portugal

 

Às vezes, temos opiniões diferentes e modos distintos de encarar a vida. Mas essas ocasiões são tão raras diante das afinidades que nos unem, que eu só posso dizer que estou muito feliz ao teu lado. Nem sempre as circunstâncias permitem que tudo seja rosa nas nossas vidas. Nem sempre o meu interesse combina exactamente com o teu, mas sinto que o entendimento é pleno, que pouco me importa se ficamos afastados por algumas horas. Estar fisicamente perto de ti é muito bom, mas sabes que estás comigo por todos os lugares e em todas as horas. Quantas vezes tu adivinhas o meu pensamento? Quantas vezes sentimos o mesmo sentimento? O mais importante nisso tudo é sentir-te a toda hora e em todos os lugares.

Tal como as nuvens que deixam a descoberto a lua ...

24.03.16 | Paulo Brites

DSC_4668

Nikon D3200, 18-55mm @ 34mm, f/10, 1/160s, ISO 100 

Portel | Alentejo | Portugal

 

Tal como as nuvens que deixam a descoberto a lua, a vida a cada novo dia parece nos mostrar tantas coisas. Novos desafios, novas conquistas...  Impede que disponibilizemos tempo para o que é essencial nas nossas vidas. Amar verdadeiramente é estar presente até mesmo na ausência. É fechar os olhos e ter gravado na minha cabeça a imagem daquela pessoa que tanto queremos ter por perto. É chorar de alegria cada vez que descobrimos o quanto somos importantes para alguém. É desfrutar dos carinhos que nos dedicam. É não ter vergonha de expressar os nossos sentimentos. Amor verdadeiro é todo aquele que vem do coração, que não tem interesses, que não aprisiona a pessoa que gostamos. Amamos verdadeiramente quando não nos importamos mais com o que dizem os outros … O amor não tem idade, não tem preconceitos, não é egoísta.

É assim que eu vejo e sinto tudo isso!

Pág. 1/3