Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Diz à mãe para migar as sopas ...

Diz à mãe para migar as sopas ...

Princesa

14.04.17 | Paulo Brites

DSC_9105-1-2

Nikon D3200, 50-200mm @ 50mm, f/6.3, 1/125s, ISO 100

Monsaraz | Alentejo | Portugal

 

https://www.youtube.com/watch?v=PmOsNNzYU8Y

 

 "...Maldito sea el guru, que levanto entre tu y yo

Ese silencio oscuro

Del que ya solo sales, para decirme,

Vale... déjame veinte duros,

Ya no te tengo miedo, nena

Pero no puedo seguirte en tu viaje,

Cuantas veces hubiera dado la vida entera

Por que tu me pidieras, llevarte el equipaje...

Y ahora es demasiado tarde, Princesa,

Búscate otro perro, que te ladre, Princesa ... "

Joaquin Sabina - Princesa

Reflexos

10.04.17 | Paulo Brites

DSC_5406-1-2

Nikon D3200, 18-55mm @ 18mm, f/20, 1/25s, ISO 100

Minas de S. Domingos | Alentejo | Portugal

 

Somos o resultado do que vivemos e, vivemos e temos o resultado do que somos. Tal como o espelho que reflete o que somos e embora muitas vezes não nos consigamos ou não nos queremos ver nesse reflexo, mas somos o que o espelho reflete e, como diz o povo “Diz-me com quem andas, dirti-ei quem és e o que és capaz de fazer”. É assim em tudo na vida … e quantas vezes nós próprios negamos o reflexo que o espelho nos mostra … mas nós somos exatamente o reflexo de nós próprios, aceitamos, fazemos e praticamos o que permitimos que nos façam … porque se o permitimos e o aceitamos é porque também nós o fazemos e praticamos.

Abre outra garrafa

05.04.17 | Paulo Brites

DSC_7722-1-2

Nikon D3200, 18-55mm @ 30mm, f/4.5, 1/50s, ISO 100

Praia Grande de Pera | Algarve | Portugal

https://www.youtube.com/watch?v=LJTryxPS9DY

 

A porta fechou-se contigo
Levaste na noite o meu chão
E agora neste quarto vazio
Não sei que outras sombras virão
E alguém ao longe me diz

Hmmmmmm Hmmmmm

Há um perfume que ficou na escada
E na TV o teu canal está aberto
Desenhos de corpos na cama fechada
São um mapa de um passado deserto
Eu sei que houve um tempo em que tu e eu
Fomos dois pássaros loucos
Voámos pelas ruas que fizemos céu
Somos a pele um do outro

Não desistas de mim
Não te percas agora
Não desistas de mim
A noite ainda demora

Ainda sei de cor o teu ventre
E o vestido rasgado de encanto
A luz da manhã e o teu corpo por dentro
E a pele na pele de quem se quer tanto

Não tenho mais segredos
Escondi-me nos teus dedos
Somos metades iguais
Mas hoje só hoje
Leva-me para onde vais
Que eu quero dizer-te

E não desistas de mim
Não te percas agora

Pedro Abrunhosa - Não desistas de mim

Sem medo

03.04.17 | Paulo Brites

DSC_5040-1-2

Nikon D3200, 18-55mm @ 18mm, f/9, 1/320s, ISO 100

Porto Covo | Alentejo | Portugal

 

Sem medo de sentir a felicidade,

olho para dentro do teu olhar

sem medo de me afogar

sem medo de te amar;

 

Sem medo de sentir a felicidade,

aventuro-me na tua boca

com vontade de nunca a deixar

com vontade de sempre a beijar;

 

Sem medo de sentir a felicidade,

e uma enorme vontade de te sentir

nos meus braços te envolver

no teu corpo ir beber;

 

Sem medo de sentir a felicidade,

sinto a suavidade do teu ser

o teu cheiro o teu perfume

a tua forma de ser;

 

Sem medo de sentir a felicidade,

e ao som da tua voz estremecer

deixar-me levar nessa loucura

de sempre te querer.

Paulo Brites

Pág. 2/2