Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Diz à mãe para migar as sopas ...

Diz à mãe para migar as sopas ...

Um poema e uma fotografia - parte XV

09.03.20 | Paulo Brites | comentar
Escorrega nos cavalinhos roda no escorrega, salta a vedação pisa a corticite limpa os sapatos da areia; Vai e vêm do parque do baloiço... Vai e vêm do alto e baixo vai e vêm do carrocel vai e vêm da girafa do leão, do elefante, da chávena; Vai e vêm mesmo que chova! (...)

Um poema e uma fotografia - parte XIII

06.03.20 | Paulo Brites | comentar
A meio caminho de um meio destino na caminhada do destino. A meio caminho de caminho nenhum por ser, meio caminho. A meio caminho da história repetida na repetição do caminho. A meio caminho da felicidade sonhada a meio caminho dos sonhos perdidos num caminho de (...)

Um poema e uma fotografia - parte XII

03.03.20 | Paulo Brites | comentar
Tudo na vida são escolhas Tudo na vida são escolhas muitas vezes, dolorosas e sacrificantes; Mas necessárias! Boas ou más? Tal qual a liberdade, presa nas amarras da sociedade, decisivas ou nem por isso mas, escolhas. Do pântano ao pânico é assombroso cada segundo (...)

Num País de corruptos tudo pode acontecer!

20.02.20 | Paulo Brites | comentar
O direito à vida é, ou deveria ser, uma opção pessoal! Mas há algo que está acima disso: A obrigação de uma sociedade criar condições, para que, esse direito e vontade de viver, seja mais importante do que o suicídio!Um governo que se propões baixar o IVA da (...)

Às vezes, um vai à merda, faz falta!

24.01.20 | Paulo Brites | ver comentários (2)
 Dizer bom dia; Boa tarde; Boa noite; Sorrir; Acenar; Dizer obrigado e por favor; Dar um elogio; São “coisas” e actos que nos fazem bem! Tanto a nós, como aos outros. Também, muitas vezes, a paciência tem limites! A bondade, simpatia, atenção, mimos, cortesia e (...)