Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Diz à mãe para migar as sopas ...

Diz à mãe para migar as sopas ...

A razão de ser alentejano!

13.11.17 | Paulo Brites

DSC_8681-1-2

https://www.youtube.com/watch?v=_FkdZsOU3Bk



Quando um homem está sozinho no seu monte, 
Bem no meio da Natureza 
Escutando a água a correr da fonte,  
É dono de uma riqueza. 

Ai que saudades que eu tenho de outr'ora 
Quando a vida me obrigou, 
A deixar o meu montinho, 
A ir embora. 

O meu coração chorou... 
Já não oiço os passarinhos,  
Já não me sento à lareira,  
Já não bebo os meus copinhos,  
Já não vou domingo à feira.  

Só não perco o meu cantar,  
Porque está dentro de mim,  
Não me o conseguem tirar,  
O meu montinho é assim.

Apaguei o candeeiro,  
Fechei a porta. 
Disse adeus ao cão pastor.  
Pus a manta ao ombro e fui p estrada fora,  
Procurar vida melhor.  

Já corri o mundo inteiro a trabalhar,  
Para ganhar o meu pão.  
Esqueço sempre quando mudo de lugar,  
Só o meu montinho é que não. 

O meu montinho - Moda alentejana