Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Diz à mãe para migar as sopas ...

Diz à mãe para migar as sopas ...

Amarela ...

23.05.17 | Paulo Brites

DSC_9876-1-2

Nikon D3200, 50-200mm @ 135mm, f/11, 1/400s, ISO 400

Por ai ... | Alentejo | Portugal

 

https://www.youtube.com/watch?v=GOIYXtcEv0k

 

Verde, vermelho … azul, branco, preto … não interessa … porque existem locais, sítios, regressos … existe tudo, mas tudo o que existe e que foi bom é tudo o que deixa saudades e sem dúvida alguma que de todas a cores que mais recordo … é a cor “amarela”! Será que separar as sílabas e escrever “amar-ela” o seu significado contínua igual? Não sei … somente sei que será sempre uma cor presente em mim! Sempre está e estará em mim … a cor “Amarela”.

“Se sou tinta

Tu és tela

Se sou chuva

És aguarela

Se sou sal

És branca areia

Se sou mar

És maré cheia

Se sou céu

És nuvem nele

Se sou estrela

És de encantar

Se sou noite

És luz para ela

Se sou dia

És o luar …” 

Flor de lis - Todas As Ruas do Amor