Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Diz à mãe para migar as sopas ...

Diz à mãe para migar as sopas ...

E-toupeira, e-mails, e-corrupção ... e-português ... somos isso!

07.03.18 | Paulo Brites

FB_IMG_1510267417833.jpg

Ser português é ser único! Diz-me com quem andas, dir-te-ei quem és! É assim que diz o povo. E sim, de alguma forma é verdade!

Como quem diz “depois de uma viagem nunca mais seremos os mesmos”, também ser português é um pouco isso, não nas viagens que fizemos (infelizmente), mas nos "visitantes" que tivemos e nos deixaram as suas influências.

Claro que uns mais do que outros. De uma forma muito resumida e bastante simplista, temos os Iberos que nos deixaram a roda de oleiro e a cerâmica pintada. O Celtas, a metalurgia do ferro, o fabrico de armas e de instrumentos agrícolas, bem como as mais diversas influências na ourivesaria. Os Lusitanos que por viverem em grupos familiares, foram de alguma forma responsáveis pelo sentimento e importância da família.

Gregos, Fenicios e Cartagineses com a moeda, o alfabeto, conhecimentos dos mares e as conservas, a partir desse mar, a utilização do sal na conservação de alimentos. (já agora e só por curiosidade, o termo "Salário" - parte do ordenado na altura era pago com sal) O Suevos e Visogodos com o “Código Visigótico” deram origem à classificação da sociedade em Clero, Nobreza e povo …

Certo que os Romanos e Muçulmanos foram os que mais influências nos deixaram e que ainda hoje estão presentes na nossa vida, na nossa forma de ser e de viver.  

Os Mulçumanos com os seus conhecimentos de matemática, de astronomia, arquitectura, literatura, medicina, navegação e acima de tudo agricola. Foram eles que nos deixaram e introduziram coisas que hoje as consideramos tão simples e banais como as noras, os tanques, o regadio e os sistemas de rega, o moinho de vento … Foram eles também  que nos deram a conhecer variadas árvores e alimentos que hoje os consideramos como nossos. A laranjeira, o limoeiro, amendoeira, figueira, alfarrobeira, o melão, a melancia, a romã … mas deixaram também o papel, a pólvora e claro a muita e muita influência em termos linguísticos. Ainda hoje temos bastantes palavras e termos que têm a sua origem no Árabe e que são muito fáceis de identificar. Não esquecer a Gastronomia e a maravilhosa Açorda Alentejana …

Os Romanos, ui os Romanos … o Latim, pontes, estradas, aquedutos, cidades … o azeite, o vinho … enfim são tantas e tantas coisas que não tenho tempo para as inumerar … mas também nos deixaram muitas e muitas coisas negativas! A corrupção, os golpe palacianos na politica, o elitismo, a justiça injusta e comprada como é exemplo o termo “Larápios” (para os interessados poderão ler um post publicado por mim a 12 de Dezembro de 2017 que falo desse termos - http://paulobrites.blogs.sapo.pt/coisas-rarissimas-2848 ) ... mas também algo que ainda hoje é bem visivel!

Falo do desporto e a forma como o vivemos … tal como os romanos e os seus espectáculos bárbaros, ainda hoje quando nos deslocamos e assistimos a um qualquer evento desportivo lá está a influência bárbara e a forma como eram vividos há 2.000 mil anos atrás!

Não evoluimos nada! Nada mesmo ...

Ser português é ser isso tudo! Nunca até ao momento ninguem me ouviu falar do que se passa no futebol em Portugal. Somos o reflexo daqueles que nos "visitaram", tal qual como o futebol é o reflexo da nossa sociedade!

Corrupção no futebol? Não meus amigos … o futebol é somente uma das áreas da nossa sociedade onde existe tal “coisa” … o futebol é somente a imagem da nossa sociedade e da forma como infelizmente a temos e vivemos …

 

Beijinhos e que as vitórias da nossa vida sejam por mérito e não por aldrabices (do Árabe aɫdrɐˈbis(ə)) e corrupção (do Latin corruptione)  …

 

* Foto net