Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Diz à mãe para migar as sopas ...

Diz à mãe para migar as sopas ...

Limites ...

08.12.19 | Paulo Brites

DSC_10090-1-2.jpgNikon D3200, 50-200mm @ 200mm, f/5.6, 1/60s, ISO 400

 

Limites …
Os meus, os teus, os dos outros
A admiração, contemplação, é fogaz
A minha, a tua; a dos outros!
Será?
Representação e encenação,
Coisas de crianças, anonimatos?
A busca do que falta, no que nos falta?
Um perigo!
Uma proteção, uma capa
Um lugar, ou coisa nenhuma.
Viver constantemente
Sem necessidade
É a fábrica de objetos limitados.
Como está o seu preço?
Porque valor?
Se é necessidade,
Um desejo que se seja o que não é
A anulação é completa.
Inútil? Porquê?
Há sempre valor no que não tem preço.
É um desejo, uma vontade
E não o que é!
Inútil? Porquê?
Por valor?
Bem, por valor é o que não é!
E o teu preço,
É mais alto que o teu valor
Mais ninguém o poderá valorizar … senão,
O seu valor!

 

Paulo Brites