Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Diz à mãe para migar as sopas ...

Diz à mãe para migar as sopas ...

Não basta dizer: Vou Viajar

10.09.19 | Paulo Brites

DSC_10042-1-2.jpgNikon D3200, 50-200mm @ 50mm, f/7.1, 1/640s, ISO 400

 

Caminhar é fazer conquistas, criar cumplicidades, cativar! Caminhar é viajar! E ao viajar, só sabemos que nada se sabe e pouco se conhece. Nada é eterno e nada é inatingível! Se não, caso contrário, tudo perde a graça e, diminui a importância para nós!

Viajar não significa uma constante busca do desconhecido. Poderemos viajar de muitas formas! Até poderemos viajar diariamente no nosso percurso casa-trabalho, trabalho-casa. Só depende de nós próprios e da forma como “olhamos” para o caminho dessa viagem! Haverá sempre algo de novo a ver, haverá sempre alguma coisa que nos cativou ontem e que, se olharmos com mais atenção, também hoje nos vai cativar.

Se negligenciarmos o caminho já percorrido é perigoso! Não nos deveremos toldar somente ao caminhar. Deveremos sim, desbravar caminhos novos, mas sempre com respeito pelo que já se fez! 

Por vezes temos um comportamento nocivo à nossa satisfação pessoal. Que nos faz distanciar e desfrutar dos prazeres e conquistas obtidas. Agimos com desprezo da caminhada que vamos fazendo; Das pessoas que nos vão cativando ou que cativamos. Certo que a ambição também deverá fazer parte deste caminho, no entanto, esse caminho não pode ser somente norteado a conquistas futuras!

Como disse Martha Medeiros: “Regue as plantas, regue as suas relações, regue o seu futuro, porque, sem cuidar, nada floresce.” Viajar é também um pouco isso! Sem atenção, sem olhar, sem contemplar, sem “mimar”, seja que viagem você fizer, quando chegar ao fim, necessitará sempre de uma nova!

Tal como no amor, viajar não deverá ser somente um novo destino, mas sim, ver e dar atenção ao caminho que se percorre! E se, esse caminho nada de novo nos der, sim, viajamos de novo à procura do desconhecido.

Não é por dizer que já visitei este ou aquele destino que nos poderemos tranquilizar e o negligenciar! É necessário voltar! Com toda a certeza que se nos recordarmos deste ou daquele sítio, se formos com espirito de sedução, interesse e, acima de tudo, se viajarmos com amor, com certeza que a nossa revisita será sempre como se fosse a primeira vez!

A sedução e a conquista de viajar não está somente no desconhecido. Dar valor ao conhecido, é também uma forma de viajar.

Seja como for, é importante caminhar e viajar! Quer seja um destino conhecido ou não! Mas que nunca se perca a vontade de caminhar e viajar, tal como, a vontade de aprender algo de novo todos os dias. Tudo faz falta! Todos os conhecimentos são importantes! É isso que nos faz crescer e ser feliz! É por isso que quero viver e é por isso que vivo!

 

Beijinhos

 

2 comentários

Comentar post