Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Diz à mãe para migar as sopas ...

Diz à mãe para migar as sopas ...

O que é maravilhoso?

21.04.16 | Paulo Brites

DSC_4961

Nikon D3200, 18-55mm @ 18mm, f/9, 1/50s, ISO 100 

Porto Corvo | Alentejo | Portugal

 

Hoje dei por mim a pensar nas relações humanas de um modo geral. E ao fazê-lo, dei também por mim a conceber a seguinte analogia…:

Uma relação – qualquer que seja – é como uma planta num vaso de vidro. Não basta tratar, regar e/ou nutri-la. É também necessário ter cuidado com o vaso. Porque, como qualquer peça de vidro, quando descuidada, pode partir. E se tal acontece, não tem arranjo. Fica lá, a rachadura ou o sinal do pedaço partido. Mesmo que colado, notar-se-á o estrago! Além disso, fica mais frágil. Qualquer pequeno toque pode abri-lo de vez e deixar a planta sem amparo, sem aconchego, sem sustentação.

….

O que é maravilhoso?

Para mim, é ter ao meu lado um Ser que me entende, que me admira, que me respeita… que é autêntico e verdadeiro comigo, o tempo todo!

Um Ser a quem digo o que penso e sinto, e o oiço de igual modo.

Com quem sei poder contar - por quanto tempo, só Deus o sabe, mas enquanto durar, sei que estará sempre.

O que é maravilhoso?

Para mim, é constatar esta lei da reciprocidade - sou para ele o que ele é para mim, sem dúvida! Talvez seja também a lei da atração – atraímos o que Somos; amamos somos amados… o que damos, recebemos…

Graça Aguiar