Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Diz à mãe para migar as sopas ...

Diz à mãe para migar as sopas ...

O que será necessário, para nós portugueses, decretar um estado de emergência político?

07.08.19 | Paulo Brites

67670290_2506967536064875_4095760489403908096_n.jp

 

Greve dos camionistas! Bem, não está em causa se a greve é legítima ou não. Não está em causa se concordamos ou não. Não está em causa nada disso! O País vai utilizando as redes sociais para emitir a sua opinião. Para uns, os camionistas, são uns filhos da mãe. Para outros, são um exemplo e que, os restantes profissionais, tanto públicos como privados, os deveriam seguir.

Para mim, o problema vai mais longe do que a possível greve dos camionistas, e as opiniões dos tugas. Para mim, o direito à greve, é e sempre será, um direito! Quer eu concorde ou não!

Em Portugal, por norma, as greves são “patrocinadas” por meia dúzia de sindicalistas, que, os que os motiva, é na maioria das vezes, a sua sede de populismo. As suas organizações estão inquinadas política e socialmente. Não estou com isso a dizer que sou contra o sindicalismo e os sindicatos. Não! Bem pelo contrário! Sou a favor de um sindicalismo verdadeiro e justo! O engraçado, é quando existem greves ou movimentos organizadas por classes profissionais ou sindicatos fora das centrais sindicais, ninguém pia! Ou melhor, são inconstitucionais!

Mas avançando …

Parece que vamos decretar estado de emergência! Pois bem, concordo! De facto a ausência de combustível, pára o País por completo.

Mas …

Temos os incêndios e a total incapacidade do Estado em fazer algo que ajude, não no seu combate, mas na sua origem. Os incêndios de 2017 que matou mais de uma centena de portugueses, ainda hoje, é bem visível as suas consequências. Dou somente um exemplo: Nas estradas secundárias afetadas, o nosso Estado, nem os sinais de trânsito mudou! Temos por exemplo os sinais de perigo, que até nos distraem na condução! Não é em todo o lado que temos o prazer de ver um sinal de STOP ou um sinal de aproximação de curva perigosa, totalmente queimado e, mantido assim, mais de 2 anos … Claro que existe um motivo: Os nossos políticos e governantes não sabem disso (risos)! Não se fez nada! Não existe plano, não existe ordenamento, não existe nada! Mas isso, não importa … temos familiares e muitos “satélites” a ganhar dinheiro com isso!

No entanto …

Temos as nossas estradas tão limpas nas suas bermas, como as escadas da Assembleia da Republica! Também de realçar o estado de conservação bem como as questões relacionadas com a segurança, um pequeno exemplo: as marcações!

Mas …

Temos um serviço de saúde em que não faltam sinais, da preocupação dos “senhores” em, cuidar bem dos portugueses! Se morrerem crianças por falta de condições, como está a ser o caso, abre-se um inquérito e tudo fica bem! Afinal, um parto, até dentro de uma ambulância pode ser feito!  

Mas …

Temos uma política de educação, que acredito, que deverá ser exemplo para todos! De tão boa que é … e do tão bom desempenho dos senhores diretores de agrupamentos e os poderes que lhe são atribuídos! Para não falar, claro está, da muito motivada classe profissional de professores. Afinal esses profissionais, somente são professores. Ainda acredito que, algum cidadão português, chegue a ser Ministro, sem nunca ter tido um professor na vida!

Mas …

Temos os centros dos nossos povoados, tão bem conservados e limpos, que de facto, provoca uma crise no setor das limpezas e conservação!

Mas …

Temos uma politica habitacional, 5 estrelas para o setor especulativo e imobiliário.

Mas …

Temos uma justiça que de tão boa que é, resolvemos aumentar os salários e prémios de produtividade aos senhores Juízes!

Mas …

Temos o ordenamento agrícola e industrial, a gestão da água e da energia, tão bem elaborada, que até os nossos vizinhos espanhóis vêm “fazer o amor” para cá! Lá já fizeram o amor todo e nós, somos uns “coisos” da mãe sempre de pernas abertas!

Mas …

Temos um País em termos culturais, que nos damos ao luxo, de despedir um dos melhores gestores do mundo, por falta de capacidade (não dele, mas do seu chefe politico).

Mas …

Temos um País que controla a distribuição de energia, transportes ou comunicações, de forma tão profissional e capaz, que até as comunicações de segurança do Estado, estão nas mãos de Franceses e Chineses. E que, a ANA, empresa responsável pelos aeroportos, a fazer publicidade e a recomendar aos turistas para fugirem do Algarve e irem para França! É mais seguro e menos stress …  

Mas …

Temos um País preocupadíssimo com as famílias portuguesas, como é o exemplo bem visível, dos familiares dos nossos políticos.

Mas …

Temos um País que trata de forma exemplar as nossas crianças, idosos, dependentes … que até chega a ser arrepiante tão enorme preocupação.

Mas …

Temos um País que por motivos eleitoralistas, decreta um ordenado mínimo para a função pública, diferente dos privados. Em que, os impostos diretos e indiretos sobre o trabalho, são tantos, que não permite o privado aumentar os salários (ao contrário do que nos fazem querer, uma das causas para a não subida dos salários, é a nossa balança comercial e a suposta segurança social – entre outros)

Mas …

Temos um país em que o nosso Primeiro-Ministro diz: Agora os meninos e meninas já podem passear! Já podem ir a Setúbal comer um choco frito, a Sintra, uma queijadinha e, a Cascais um geladinho! Isso tudo por 40 euros por mês! Quem é amigo, quem é?

Mas …

Temos um país com um nível de exportação de cientistas e investigadores, que claro, como somos muitos por cá, temos que os mandar para fora. Isso somente para que possam ser reconhecidos na sua atividade e trabalho. Não queremos que esses portugueses percam oportunidades e, não consigam desenvolver a atividade, para a qual, muitos milhões gastamos na sua formação.

Mas …

Nem tudo é mau! Temos os Ronaldo`s, os Félix`s e, até temos os Centeno`s! Sim, aquele que comanda a única coisa que parece funcionar neste País (para alguns)! A Autoridade Tributária!

Mas …

Temos uma das melhores bancas! Quando não há dinheiro, vamos ao contribuinte!

Mas …

Temos governantes a dizerem: "Seria um absurdo uma interpretação literal da lei"

Mas …

Temos portugueses em que, se saem ou se desviam do carril existente, são fascistas!

Mas …

Afinal, o que será necessário, para nós portugueses, decretar um estado de emergência político?

 

Beijinhos 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.