Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Diz à mãe para migar as sopas ...

Diz à mãe para migar as sopas ...

O que seria do céu sem o sonho de voar?

05.10.19 | Paulo Brites

71639117_2619511484810479_2832913755031994368_n.jp

O bom de ter um blog é que, volta na volta, deparamo-nos com publicações nossas noutros blogs. Se isso é bom? Claro que vale o que vale! Se é melhor do que qualquer “parvoíce” publicada no facebook e que depois é partilhada? Sim é bem melhor! Essas não me motivam!

Obrigado pela partilha e pelas palavras de tão ilustre pessoa! Agora, perguntam vocês: Paulo mas de quem falas? Eu respondo: Não interessa quem é! O que interessa é o que foi dito! Quem é, só para cusquices faceboquianas interessa! Republico o meu post escrito em 14 de Agosto de 2018. Está exatamente como continuo a pensar no momento!

Então bons sonhos.     

 

“ … Sem sonhos, os ricos ficam deprimidos, os famosos aborrecem-se, os intelectuais tornam-se estéreis, os livres tornam-se escravos, os fortes tornam-se tímidos. Sem sonhos, a coragem dissipa-se, a inventividade esgota-se, o sorriso vira um disfarce, a emoção envelhece… Liberte a sua criatividade. Sonhe com as estrelas, para poder pisar a Lua. Sonhe com a Lua, para poder pisar as montanhas. Sonhe com as montanhas, para pisar os vales … “Augusto Cury

Não sou muito dessas frases feitas e desses sentimentos profundos que nos afoga, que nos mata aos poucos, sim, porque para mim esses pensamentos “de alimento” à Alma não faz muito sentido. Sou da opinião que o melhor alimento para o equilíbrio emocional somos nós mesmos e não essas frases feitas.

No entanto e citando John F. Kennedy - precisamos de seres humanos que sonhem o que nunca foram - de alguma forma, concordo! Faz algum sentido! Porque são os sonhos que abrem as janelas da mente, arejam as emoções e produzem um agradável romance com a vida.

Tenhamos que idade tenhamos o importante é sonhar, o importante é ir e se no caminho algo não deu certo, recomeça. Se no caminho sentiste que te enganaste ou te enganaram, esquece. Se o caminho te faz ou te fez sorrir, agarra-o. Se te fez chorar, larga. Se encontrares ou sentires mentiras e infidelidades, duvida. Se te chamou, vai … não olhes para trás!

O importante é mesmo o ir! Ir sem medo … ir sem pensar nos “ses”. Claro que é sempre necessário alguma destreza e capacidade de filtragem dos perigos que podem surgir mas sem sonhos não há vida! Mais importante do que qualquer meditação profunda sobre isso ou aquilo é ir! Mas sempre atento aos perigos e, às duplas personalidades que este sonho possa ter! Confiar no sonho? Sempre! Mas se o sonho não te for fiel, recomeça!

Afinal o que seria do céu sem o sonho de voar? Contemplação? O sonho não permite contemplação, a contemplação é que permite o sonho!

Sei que está muito calor para essas lamechices no entanto o sonho não tem momento, não tem frio ou calor … o sonho é todos os dias!

Beijinhos … e não se esqueçam de sonhar!

https://paulobrites.blogs.sapo.pt/o-que-seria-do-ceu-sem-o-sonho-de-voar-99609?tc=20303867661

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.