Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Diz à mãe para migar as sopas ...

Diz à mãe para migar as sopas ...

Ontem fui à cozinha (não é só de palavras e versos que se fazem poemas)

21.03.18 | Paulo Brites

DSC_0077-1-2.jpg

 

Ontem fui à cozinha, é uma das minhas paixões, é algo que de facto gosto e muito! Não sei se devido ao equinócio ou por pura guloseima (risos) lembrei-me de uma receita simples e bastante agradável “Areias de Cascais com tangerina”. É uma sobremesa muito fácil de fazer e que naqueles dias em que é necessário “desenrascar” qualquer coisa é sem dúvida uma das minhas preferidas. Poderá ser confecionada com tangerina ou um outro qualquer fruto que contenha sumo, pessoalmente prefiro os citrinos …  

Muito se escreve e fala sobre a origem das “Areias de Cascais”. Há quem defenda que a sua origem preveem da doçaria conventual outros que é da doçaria popular. Para mim sem qualquer tipo de dúvida considero que a sua origem esteja na doçaria popular. Para mais que um dos elementos que diferencia a doçaria conventual da doçaria popular é facto que a popular sempre utilizou mais farinha do que açúcar.  

O açúcar até há poucas décadas atrás era um produto de elevado preço, não obstante o Brasil ser um grande produtor e o açúcar ser um produto natural que se pode consumir e guardar durante muitos e muitos anos sem que tal altere as suas qualidades e características. O que é certo é que até ao início do século XX era um privilégio a existência desse produto nas casas de famílias menos abastardas financeiramente, devido ao seu elevado preço. Por isso o motivo da doçaria popular conter sempre mais farinha que açúcar.

Mas vamos ao que interessa e não é a origem nem a receita das “Areias de Cascais” porque aliás hoje é um produto de fácil adquisição (embora muitas vezes com bastante falta de qualidade e adulteração da sua receita) mas sim a receita da sobremesa!

Para 4 pessoas:

100 gr Areias de Cascais                                                                                            

6 a 8 Tangerinas                                                                                            

4 Iogurtes Naturais                                                                                      

1 Colher de sopa açúcar                                                                                            

Geleia de marmelo q.b.

 

Pessoalmente prefiro fazer em copos de vidros grandes (por norma utilizo copos de pé alto para vinho tinto) … 

Mistura-se sumo de 2 Tangerinas com os iogurtes, rala-se casca de 1 tangerina , de seguida junta-se o açúcar e mistura-se bem.

Desfazem-se as Areias, colocam-se nos copos. Por cima deita-se a mistura de iogurte e por cima dessa colocam-se alguns gomos de tangerina e uma areia desfeita grossamente.

Regasse com a geleia a gosto e … degustasse com uma colher de galão ou de chá.

E pronto … eis uma das minhas sobremesas preferidas. Bom apetite (se for o caso de experimentarem ...).

Já agora e porque não é só de palavras e versos que se fazem poemas, um feliz dia da poesia ... e boas brincadeiras aos namorados aquando da degustação eheheh! 

 

Beijinhos …