Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Diz à mãe para migar as sopas ...

Diz à mãe para migar as sopas ...

Uma música e uma fotografia - parte LXIX - Mariza - Sou (Rochedo)

09.09.19 | Paulo Brites

 

DSC_10106-1-3.jpgNikon D3200, 50-200mm @ 85mm, f/7.1, 1/10s, ISO 100

 

https://www.youtube.com/watch?v=rgQxJlxUi58&feature=share&fbclid=IwAR3RQ9IKaQljm1Wr40520RIb3j8rB5DBSdCNISKRKSEqAk7_aFA3xua_1Hk

 

Sou pálido som
Que perde o dom
Ao ser cantado
Sou o escuro inteiro
Do candeeiro
Mais que apagado
E ouve-se o Fado

Sou um rochedo em mar revolto
Um lamento que ora solto
Queima-me os lábios
Sou um olhar que busca a sorte
Que segue a estrela do norte
P'los astrolábios

Sou a mão que investe
Um ponto a leste
Por ti marcado
Sou por um instante
A consoante
Do verbo errado
E ouve-se o Fado

Sou um rochedo em mar revolto
Um lamento que ora solto
Queima-me os lábios
Sou um olhar que busca a sorte
Que segue a estrela do norte
P'los astrolábios