Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Diz à mãe para migar as sopas ...

Diz à mãe para migar as sopas ...

Uma música e uma fotografia - Parte VIII - João Monge

04.06.18 | Paulo Brites

DSC_4359-1.tif

 

 

Põe um pouco de afecto

Tira um palmo da saia

Põe um passo indiscreto

E um tomara-que-caia

 

Deixa a cobra morder, deixa os outros falar, deixa a dor se doer, deixa o galo acordar...

Vai pró o sol te comer, vai pró mar namorar, vai prá lua se der, mas não vás trabalhar!

 

Põe a rua virada

Da cor da tentação

Qualquer coisa encarnada

E espalha a confusão

 

Deixa a porta bater, deixa a tralha ficar, deixa pra quem vier, deixa o cão a ladrar...

Vai pró céu te engolir, vai prá rua brilhar, vai que tornas a vir, mas não vás trabalhar!

 

Porque o cisne cantou, cantou

E o sino fez dlim-dlão

Mas o dia chegou, chegou

Dia da Tentação

 

Vai pró mar namorar, vai prá lua se der, mas não vás trabalhar!

 

 João Monge

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.