Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Diz à mãe para migar as sopas ...

Diz à mãe para migar as sopas ...

Vai tu que eu não posso

04.12.17 | Paulo Brites

Os “Cabrais”, a história e os nossos dias …

Com a aproximação do 1º de Dezembro que definitivamente afastou uma dinastia bem complicada para os nossos lados e que deixou a tão célebre frase “De Espanha nem bons ventos nem bons casamentos” … no entanto já antes, o “Vasco da Gama” (para uns de Sines, para outros da Vidigueira) tinha que ter cuidados redobrado com o “Cabral”, sim, já em 1500 (d.Jesus Cristo) el Rei enviou o “Cabral” para fazer o que o “Gama” não estava a conseguir, não foi a cavalo, que era o meio de transporte na época, mas sim, uma armada de cavaleiros.

Por engano, o “Cabral” descobriu o Brasil … talvez por isso se diga que o pais do mundo mais infiel maritalmente é o Brasil.

No entanto o problema do “Gama” estava nele próprio para além claro, do “Cabral” do “Dias” e o próprio “Gama” por incrível que pareça, entre outros…

Compreende-se também por isso, a importância histórica de 1640 para nós, fieis portugueses!

Certo que isso se passou 80 anos antes, no entanto como é defendido por alguns historiadores, talvez a sua origem tenha início nos “Gamas”, nos “Cabrais”, nos “Dias” e por ai fora, com os seus interesses mercenários, fieis a eles próprios e nunca fieis a uma causa!

Pelo meio fica Dom Sebastião e a falta de visão daqueles que ainda hoje acreditam que num dia de nevoeiro, tudo se transformará … e viveremos felizes para sempre!

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.